Uma Inspiração em Nova Iguaçu

Douglas Zílio Coutinho. Nova Iguaçu, Rio de Janeiro

12540801_1101505909873615_526988223240182974_n

Conheci esse escritor e poeta há alguns meses e sua liberdade com as palavras me incomodou. Me fez pensar se eu estou escrevendo o que eu quero mesmo, se estou sendo justa com as palavras.

Sentado na beirada da cama, acendi um cigarro paraguaio, e acompanhei seu corpo apetitoso se afastar. – O Beijo Grego

Claro que ele pode ser só mais um personagem, sendo o oposto de livre para poder vender seus textos. Mas pare e leia… Me incomodou também que não passasse a imagem de algo criado. Parece ser real, parece ser autêntico. Admirador de Bukowski e da realidade nua e crua, ele deve ser leal aos próprios sentimentos.

A maior revolução que um escritor pode causar é revelar, ao mundo, um canto – antes inóspito – do universo que é o homem. – Douglas Zílio Coutinho

Acredito que através de seus textos ele tenha me revelado mais do que a necessidade de ser fiel ao sentimento, me revelou muitas outras coisas. Ele fala sobre o amor, sobre confiança, sexo e relacionamento, mas fala principalmente sobre se conhecer.

xgdthro

Você precisa se conhecer para amar, para odiar, para se abrir no sexo, para confiar, para ser fiel. Para escrever. Precisa se conhecer e se aceitar. Aceitar suas características, boas ou ruins.

Não preciso que você me ensine quais são as dores da escrita. Posso citar cada uma delas por nome e endereço, meu chapa. Assim como não preciso seguir o fluxo, colocar para fora aquilo que os seus olhos estão ansiosos por ler, seus ouvidos carentes e loucos para ouvir.  – Don’t try

Esses dias, conversando com uma amiga, seguiu-se o seguinte dialogo:

Eu: As vezes sinto que não me encaixo.

Sarah: Não acho que você não se encaixe, acho que você não se aceita da forma que é.

Essa frase da Sarah foi importante pra mim. Como também foi importante me sentir incomodada com as palavras do Douglas. Estou nessa busca louca de me encaixar em algum lugar. Esses dois acham que eu não preciso, que eu só preciso estar comigo.

giphy

Acho que tenho sido sim sincera com minhas palavras e meus textos, mas estou certa de que esta na hora de trazer mais dessa fidelidade a mim para a vida real.

[…] se todos os poetas estiverem certos, todo o esforço é pouco para conquistar a candura inflamada que é amar.  – Douglas Zílio Coutinho

*Edição – hoje o autor mantém somente uma página no Facebook, e seu blog foi cancelado. Você também pode adquirir o novo livro dele aqui.

Paz.

Anúncios

Uma Canção de Amor

Passei esse ultimo dia do feriado prolongado com o meu filme preferido.

00-uma-cancao-de-amor-para-bobby-long-papo-de-cinema

Uma Canção de Amor para Bobby Long é um filme independente americano baseado no romance Off Magazine Street (adicione no skoob) de Ronald Everett Capps. O filme foi dirigido e teve o roteiro adaptado por Shainee Gabel. O elenco conta com Scarlett Johansson, John Travolta e Gabriel Match, entre outros.

18867117

E seu roteiro me encantou por tratar de almas e corações quebrados, sobre culpa e sobre família. Filmes assim me ganham fácil. Outro ponto que me agrada muito é a conexão que o filme tem com a literatura americana e internacional, e o relacionamento das personagens principais com os livros.

São diversas as citações e referências a grandes escritores, poetas e dramaturgos. Resolvi relacionar abaixo essas citações para registrar aqui um pouco mais da minha admiração por esse trabalho.

18436245

Mas antes, trago a sinopse e algumas informações sobre o filme:

Sinopse

Panamá City, Flórida. Purslane Hominy Will (Scarlett Johansson) é uma jovem que fica sabendo tardiamente, através de seu namorado Lee (Clayne Crawford), que Lorraine, sua mãe, faleceu. Lorraine tinha apenas 40 anos e, como ela e Purslane não eram chegadas, Lee não se preocupou em comunicá-la prontamente. Purslane decide ir até Nova Orleans pela 1ª vez em muitos anos, na esperança de ir ao funeral da mãe, que foi enterrada um dia antes, e reivindicar a casa onde passou sua infância. Ela acredita que encontrará a casa de sua mãe abandonada, mas fica chocada ao constatar que ela é habitada por dois amigos da sua mãe: Bobby Long (John Travolta), um ex-professor de literatura que tem o hábito de conversar citando trechos de grandes escritores, e Lawson Pines (Gabriel Macht), um jovem protegido dele que sonha ser escritor. Na prática ambos são alcoólatras, sem dinheiro, cujas vidas tomaram um rumo errado anos atrás. Nenhum dos três têm a intenção de sair da casa e a situação fica ainda mais delicada com o antagonismo cada vez mais crescente entre Purslane e Bobby.

18867137

Curiosidades

  • Durante sua produção, Uma Canção de Amor para Bobby Long passou por vários problemas de orçamento. Vários extras chegaram a ser chamados e mandados embora sem pagamento, por causa do corte de sua cena. Além disto várias roupas confeccionadas para o filme foram devolvidas sem serem usadas, pelo mesmo motivo.
  • O filme não chegou a passar nos cinemas do Brasil, sendo lançado diretamente em vídeo.
  • Título Original: A Love Song for Bobby Long
  • Ano de produção: 2004
  • IMDB: 7,2 /10
  • Classificação: 16 anos
  • Duração: 119 minutos

Fonte: http://www.adorocinema.com

18867144

Citações

“Ele daria um maravilhoso cadáver.” – Martin Brick

“Não importa o que fizesse, havia música. Seu canto tocou minha alma” – Bobby Long (John Travolta)

“Cuidado, não podemos arrancar uma única pagina de nossas vidas, mas podemos jogar o livro inteiro no fogo.” – George Sand

“Só se morre uma vez, e por um longo tempo.” – Molière

“Trabalhe, como se fosse viver cem anos. E reze como se fosse morrer amanhã.” – Benjamin Franklin

“Por que estamos na terra, se não para crescer?” – Robert Browning

“Nunca lute limpo com um estranho.” – Arthur Miller

“Embromar: enrolar alguém de maneira muito patética para assegurar o próprio lugar no fracasso.” – Bobby Long (John Travolta)

“Quero dizer uma coisa, nesta ocasião em que estamos celebrando o amor e a amizade entre nós. Amigo, de inimigo eu te chamo. Você ai com uma moeda falsa na meia. Você ai meu amigo com ar de vencedor, que me mediu quando olhou atrevidamente para o meu segredo mais vergonhoso. E meu coração inteiro sobre o seu martelo. Apesar de ama-lo pelas suas falhas, tanto quanto pelas qualidades, meu amigo era um inimigo em pernas de  pau, com sua cabeça em uma nuvem engenhosa.” – Dylan Thomas

“Um visitante que não é bem vindo aparece só para nos lembrar do que sentimos falta, e nos deixar a tempo de esquecermos de novo.” Lawson Paines (Gabriel Macht)

“Eu só quero respirar todos os dias, felicidade compõe em altura o que falta em extensão.” –  Robert Frost

“Nunca devemos parar de explorar, e o fim de todas as explorações será chegar onde começamos e conhecer o lugar pela primeira vez.” T. S. Elliot

“E se um epitáfio  fosse minha história eu já teria um pequeno para mim. Eu escreveria em minha lápide que eu tive uma briga de amor com o mundo.” – Robert Frost

Trailer

 

Recomendo fortemente essa obra, apesar de não ser tão popular tem um grande poder em sua mensagem: a de que nunca estamos sozinhos e que as melhores coisas podem nascer das piores situações.

filmes_2570_uma20cancao20de20amor20para20bobby20long04

Paz.

Descobri quem é Wolfgang.

Descobri também que gosto de música clássica. Sou careta demais pra minha idade?

mozart

Esse senhor ai parece ser. Não posso julgá-lo dessa forma porque ainda não o conheço tão bem. Mas conheço o seu nome agora: Wolfgang Amadeus Mozart (ou Johann Chrysostom Wolfgang Amadeus Mozart). Quando eu iria imaginar??

tumblr_inline_naqh5mfyoe1qz7j5g

Tudo bem que não há nenhum brilhantismo nessa descoberta, mas pra mim foi bem perturbador. Sempre achei que fosse apenas Mozart, simples assim. E o mais perturbador foi que não tive sono, tédio ou coisa parecida quando ouvi suas músicas. Evolução ou quebra de preconceitos? Talvez ambas as expressões signifiquem a mesma coisa, não é?

Piano Sonata nº 12. Me senti em um palco sendo levada pela música, e quis voar! Não era uma brisa, eu juro.

Lacrimosa. Essa toca fundo na alma, te leva pra outra dimensão. Uma distopia talvez.

Le Nozze di Figaro. Quero que essa sonata toque todos os dias quando eu sair de casa. Juro que vou sair saltitando de casa!

tumblr_lcpma83f4t1qe6mn3o1_500

Então imaginei como seria incrível ler acompanhada dessa trilha sonora. Quanto isso impulsionaria minha imaginação e daria um up grade para a história? Não sou especialista em Wolfgang (já somos quase íntimos), mas tenho certeza que encontraria uma música para cada tipo de história.

Estou preparada para quebrar as batutas do preconceito e mergulhar nessa experiência.

anigif_original-15973-1406293924-3

Vou juntar as coisas que mais me emocionam hoje em dia: ler e ouvir Amadeus (adoro brincar com os nomes dele rsrs).

O próximo Impressões de Leitura virá com um sabor diferente.

mozart-glasses

Beijo do Wolf 😉

Paz.

Poemas: estou fazendo isso errado.

Descobri que ler poemas não é tão simples assim.

Sempre achei que fosse questão de gosto, que não era minha praia, que era coisa de gente muito viajada (na maionese). Mas meus queridos, cai do cavalo e o tombo foi feio. E foi lindo também.

Vou explicar. Um dia desses eu estava assistindo um filme chamado “Mentes Perigosas” e a história era a já conhecida sobre a professora (o) que tem um grande desafio pela frente ao assumir uma classe de alunos desacreditados por todos e com um péssimo comportamento. Mas o que  fudeu  explodiu com minha mente foi a aula sobre como ler poemas. A professora explicou a necessidade de interpretar e reconhecer os códigos dos versos. Poemas não são feitos no sentido literal!

Foi nesse momento que eu pensei: estou fazendo isso errado. Então resolvi pesquisar mais sobre isso, já que minha memória sobre o que é poesia, poema, e soneto já estava bem fraca. Segue um resumo que gostei bastante:

No sentido etimológico, poesia vem do grego poiesis, que pode ser traduzido como a atividade de produção artística ou a de criar ou fazer. Com base nisso, a poesia pode não estar só no poema, mas também em paisagens e objetos. Trata-se, enfim, de uma definição mais ampla, que abarca outras formas de expressão, além da escrita.

Já o poema também é uma obra de poesia, mas que usa palavras como matéria-prima. Na prática, porém, convencionou-se dizer que tanto o poema quanto a poesia são textos feitos em versos, que são as linhas que constituem uma obra desse gênero.

Por fim, o soneto é um poema de forma fixa. Tem quatro estrofes, sendo que as duas primeiras se constituem de quatro versos, cada uma, os quartetos, e as duas últimas de três versos, cada uma, os tercetos. Todos eles têm dez sílabas poéticas, classificando-se como decassílabos. Os sonetos costumam ter uma estrutura semelhante. O texto começa com uma introdução, que apresenta o tema, seguida de um desenvolvimento das ideias e termina com uma conclusão, que aparece no último terceto. Essa é, em geral, a estrofe decodificadora de seu significado.

Fonte: Nova Escola

Também assisti a algumas aulas online sobre como ler poemas e interpretá-los, então vou fazer um teste e vocês podem dizer o que acharam. O que foi mais comentado é que cada leitor pode interpretar um poema de uma forma diferente, dependendo das experiências já vividas, sentimentos atuais e compreensão de mundo. E uma dica interessante é trabalhar com a musicalidade do poema, pois como obras de arte a música e a escrita se encontram diversas vezes nos versos.

Esse poema eu li hoje no blog A Parte e o Todo de Mim da Cris Campos. Obrigada Cris pela autorização de utilizar esse belo poema!

aqui onde você
metal e pluma
num todo só
serpeiam penugens

labirinto natural de reações
ideia concreta de sentidos
delicados mapas

rios que beiram terras
num dia que não finda
e nem quer.

A minha impressão mais forte depois de lê-lo 2 vezes (dizem que ler o poema várias vezes é fundamental) é de que o corpo humano está sendo retratado nesses versos, em uma situação de corpos se descobrindo:

labirinto natural de reações
ideia concreta de sentidos

A parte  das penugens também me chamou atenção para isso. “Metal e pluma“, esse verso me fez pensar em quanto somos fortes e sensíveis ao mesmo tempo. Temos pele e músculos que nos protegem fisicamente, mas não só isso. Nossa mente também nos fazer sentir muitas vezes poderosos quando estamos de bem com quem somos. Mas ao mesmo tempo somos sensíveis as palavras, ao toque de quem gostamos, e aos sentimentos que não controlamos. Por isso choramos, rimos, ficamos depressivos, voamos leve quando estamos amando, mas nos despedaçamos quando somos incompreendidos ou decepcionados.

Como eu disse, o tombo foi lindo. Vocês podem perceber quanto sentimento, informação e história tiramos de um único verso? Estou extasiada com essa nova janela que abriu no meu pequeno mundinho.

Então, possivelmente verão mais impressões de leitura de poemas por aqui. 😉

Paz

Impressões de Leitura: A GAROTA NO TREM

Vamos falar sobre achar que a vida dos outros é melhor que a nossa.

Garota no Trem

Terminei de ler mais um livro maravilhoso: A Garota no Trem, de Paula Hawkins. Um livro de suspense psicológico, muito envolvente e que está fazendo um sucesso enorme. Tanto que vai virar um filme!

Um dos fatos que me chamou atenção na história é que realmente o ser humano pode ser muito complexo e difícil de julgar. Até que ponto vai o certo e começa o errado? Quem pode medir quão suportável é a dor do outro? O quanto a fantasia pode nos distanciar da realidade sem que percebamos? Todas essas perguntas me sugiram durante essa leitura, mas a resposta ainda é muito obscura.

Os personagens me fizeram sentir raiva, ódio, pena e empatia por cada um deles e ao mesmo tempo, pois é isso que somos, uma mistura de duas partes: da maldade e da bondade, da razão e da emoção, do consciente e do inconsciente. Não dá pra separar, mas é fato que algumas vezes uma dessas partes se sobressaem, seja para o lado bom ou ruim.

Mas o que mais me chamou atenção não foi só essa ambiguidade humana, mas sim como temos a capacidade de diminuir nossas experiências e tudo o que conquistamos na vida, todos os ensinamentos que ganhamos com os tombos que levamos, para enaltecer a vida alheia. Olhamos através de uma janela fictícia para dentro da vida do outro e criamos uma imagem nada real, e desejamos trocar nossas experiências e tudo o que temos para viver essa fantasia. Mas a história de A Garota no Trem mostra que se sairmos da janela e abrirmos a porta da realidade vamos entender que todo mundo tem seus segredos, suas tristezas e dificuldades. Nada, simplesmente nada, é perfeito.

Eu recomendo muito essa leitura pois é uma história que prende muito a atenção e te instiga a tentar descobrir o que ocorreu, juntando as pistas dadas em certas situações durante a leitura. Dessa vez eu consegui decifrar o mistério um pouco antes de ser revelado! Ponto para mim.

Paz